Anúncio

A culpa é sua, a responsabilidade também!

Assuma as responsabilidades
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O mundo está se transformando, não há mais espaço para culpas, críticas e julgamentos. É hora de assumir responsabilidades!

Os problemas do mundo existem porque olhamos para eles externamente, de forma isolada, atribuindo culpas e responsabilidades a outros, porém somos incapazes de vivê-los internamente, como responsabilidade nossa também.

Você tem fome de que?

Nos incomodamos com a fome no mundo, mas como nos alimentamos?

Isso inclui desde o alimento que escolhemos consumir, de onde compramos, o produtor, a forma de consumo e até nosso nível de empatia. Estamos alimentando nosso egoísmo, vícios, ansiedade, frustrações ou nutrindo nosso corpo, sentimentos e alma de forma consciente e saudável?

Produzindo lixo!

Ouvimos falar sobre economia circular, economia compartilhada, consumo consciente. Vc consome somente o que é necessário, e de que forma?

O lixo externo é somente um reflexo do lixo que produzimos no nosso interior, e quando penso na quantidade de lixo produzido no mundo, me faz refletir como estou contribuindo para isso.

O quanto de lixo interno estamos transformando em lixo físico?

Política!

Se tornou muito comum a crítica política nos dias atuais, porém é preciso entender que quem nos governa reflete de alguma forma o nosso próprio senso de justiça. Como você governa a si mesmo, quem te domina, os vícios ou virtudes?

Pense nisso na hora de comer, de executar alguma tarefa, ou até na hora que está elaborando seus julgamentos.

Você age para satisfazer seu ego ou por um ideal?

A culpa que deseja atribuir a alguém, parte sempre de você, portanto é sua!

Quando nos identificamos demasiadamente com a realidade exterior, cria -se necessidades tão ilusórias quanto seus pensamentos sobre isso.

A liberdade que tanto almejamos parte dos compromissos que assumimos, primeiro conosco mesmos, pois se não somos capazes de mudar de hábitos, não mudaremos nosso entorno e muito menos o mundo.

Começaremos a encontrar a cura, a paz no planeta, quando começarmos a cultivar a saúde e a tranquilidade interior.

Entender a dualidade não é criar separação, pelo contrário, é entender que o fora e o dentro estão relacionados, um é reflexo do outro.

Não existe eu sou, ele é, SOMOS UM!

Veja mais matérias sobre Desenvolvimento Pessoal:

Anúncio

Deixe seu comentário...

Com o facebook...

Ou com seu e-mail...

Deixe um comentário

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Anúncio