Porque as árvores estão caindo? Como prevenir?

Porque as Árvores caem?
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Chuva forte e outra árvore no chão. O que está acontecendo?

As árvores contribuem para melhorar a qualidade da vida das áreas urbanas.

Prestando serviços ambientais importantes, contribuem para um clima mais ameno, melhoram a drenagem e a qualidade do ar, retém a poeira, atrai aves e outros animais, além de deixar as cidades mais bonitas.

Plantá-las é prioridade e o maior número de pessoas engajadas nesta ação é importante.

As árvores como podemos ver são cruciais para a melhor qualidade de vida nas cidades, mas porque a cada chuva forte, observamos tantas quedas de árvores, causando não só prejuízos materiais, e também representando riscos a nossas vidas.

O que está acontecendo? Por que as árvores caem com tanta frequência?

Se prestarmos atenção nas nossas ruas, praças e parques notaremos uma grande diversidade de árvores de diferentes portes, floradas e com uma grande variação no seu estado de saúde.

Como assim Saúde? Árvore tem saúde?

Sim, as árvores, como todo ser vivo, necessitam de uma série de condições para estarem saudáveis e viverem plenamente, assim como pessoas e outros seres vivos, cada espécie tem sua longevidade.

Hoje poucas cidades no Brasil, possuem um plano de arborização pleno, que cuide da saúde das árvores, promovendo seu correto manejo.

O que é Plano de arborização?

Um Plano de arborização é um conjunto de medidas planejadas, que visa manejar as árvores nas cidades, propiciando o seu bem-estar e o cumprimento de suas funções ambientais.

Para entender a sua abrangência, um plano pode, por exemplo, remover árvores que já estão com idade avançada e/ou com riscos de queda, promovendo o plantio de outras que as substituam.

No caso do plantio, o plano indica as melhores espécies para cada espaço, indicando as corretas técnicas de plantio e manutenção da muda para que cresça saudável.

Um forte programa de educação ambiental, também é muito importante para o sucesso de um plano de arborização, onde se busca o maior envolvimento das pessoas.

A implantação de um plano de arborização é muito importante e, infelizmente, estamos muito atrasados.

Com essa afirmação, podemos contextualizar nossa pergunta central: “Chuva forte e outra árvore no chão. O que está acontecendo?

As árvores não estão bem. Isso tem favorecido sua queda.

Vários fatores têm contribuído para tal situação, que para um melhor entendimento, destacamos:

  • O plantio de espécies inadequadas em espaços urbanos: Recentemente, começamos a buscar espécies, preferencialmente nativas e de porte adequado para calçadas, que inclusive não danifiquem as instalações elétricas urbanas. Durante um longo período, árvores como jacarandá mimoso, sibipiruna, uva japonesa, fícus, pinheiro, eucalipto, flamboyant, tipuana e seringueiras (falsa) que se caracterizam por terem um grande porte e um sistema de raízes complexo, foram utilizadas pelas prefeituras na arborização. O tempo passou e hoje são em geral, árvores idosas, muito altas, com sistema de raízes gigantescos, em condições pouco saudáveis na cidade.
  • Podas: com essa característica de plantio apresentada anteriormente, hoje as árvores são “inimigas da fiação elétrica”, sendo tratadas como tal. Focando sempre a preservação da fiação, as companhias elétricas e mesmo prefeituras, promovem uma desconfiguração das suas copas, as desequilibrando. Podas inadequadas, também podem ser pontos de acesso à agentes causadores de doenças (fungos por exemplo).  As fotos a seguir ilustram nossa afirmação:
Copa das Árvores desconfiguradas e desequilibradas
Fotos de dois espécimes recém podados em via urbana. Note como as
copas das árvores ficam desconfiguradas e desequilibradas.
  • Raízes: Boa parte das árvores urbanas, são de grande porte, com uma idade avançada (“envelhecidas”) e possuindo sistema de raízes complexo que deveriam sustentá-las. As calçadas, muros entre outras construções humanas, muitas vezes, tem as raízes como obstáculo. Então, não há dúvidas: tais raízes são cortadas. E, por isso, podem ter sua sustentação comprometida.
Raízes de Árvores pressioanadas por calçadas
Fotos de raízes de árvores pressionadas por calçadas
  • Condições climáticas: Intensidade de chuvas e ventos fortes, podem derrubar até arvores saudáveis, imagine essas árvores já comprometidas.
  • Pragas: Fragilizadas, as árvores urbanas se tornam mais suscetíveis ao ataque de pragas. Os cupins merecem destaque, pois podem comprometê-las estruturalmente, propiciando quedas. Os cupins da espécie o Coptotermes gestroi (Foto), conhecidos como “cupim subterrâneo”, uma espécie não nativa do Brasil, merecem destaque, pois causam severos ataques à arborização urbana.
Cupins Subterrâneos e Árvore Infestada
Soldados de cupins subterrâneos e árvore infestada.

Planejar e manejar a arborização urbana corretamente é urgente, pois além de sua queda causando danos ao patrimônio, agora também são um risco a vida das pessoas.

A primeira ação é identificar e saber quantas e onde as árvores estão distribuídas pela cidade, aproveitando para avaliar seu estado de saúde (fitossanitário).

Efetuar podas corretas, substituir espécimes inadequados e idosos, plantar novas árvores nativas e com porte adequado a cada local, além de dispor de canteiros apropriados são algumas das ações a serem adotadas urgentemente.

Vamos esperar, novamente, o próximo o período de chuvas intensas que agora se encerra, para contabilizar as novas quedas e suas consequências?

O que acha sobre isso? Deixe seu comentário.

Abraço

Deixe seu comentário...

Com o facebook...

Ou com seu e-mail...

Deixe um comentário

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin