Anúncio

Tratar Rinite com Aromaterapia

Tratar Rinite com Aromaterapia
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Como a Aromaterapia pode te Ajudar com a Rinite?

Sempre tive rinite, o pó,a mudança do clima, os cheiros de algumas coisas, sempre me fizeram muito mal!

E acredito que não somente à mim, mas uma boa porcentagem da população mundial sofre desse problema! 

E aí nessas crises a gente recorre à milhares de remédios que tratam os sintomas da rinite de uma forma muito eficaz, mas que trazem tantos outros malefícios! Só que esse não é o foco dessa conversa! 

Eu quero te contar a minha experiência com a aromaterapia e os produtos naturais de cosméticos que tenho no meu dia, e que a consequência mais feliz dessa utilização, foi ver uma rinite desaparecendo em quase 100%. Sim, isso mesmo, não é exagero! 

Uma simples troca e tudo muda.

Tudo começou com a troca do meu shampoo e sabonete, e você me pergunta: o que o shampoo e o sabonete tem a ver com isso? Te respondo: TUDO! 

Esses produtos que prometem milagres ao cabelo e à pele, e não nego que alguns deles até podem entregam o que prometem, mas utilizam de fragrâncias para amenizar o cheiro dos produtos químicos utilizados ou até mesmo dar aquele “cheirinho gostoso” no banho! 

Mas o que a gente não sabe e eles também não mostram, é que nessas fragrâncias, cada uma delas é composta de no mínimo 100 elementos químicos que não são divulgados!

As empresas não são obrigadas a expor quais elementos químicos há na composição da fragrância utilizada no produto. 

Mas espera, não é obrigatório todos o elementos utilizados estarem descritos na embalagem? Sim, é obrigatório e está. E é aí que mora o perigo, o que vem escrito é: fragrância, fragrance, perfume, perfum.

Vou fazer assim, vou te dar 1 minuto pra você ir ao seu banheiro e olhar a embalagem de qualquer produto de cosmético (shampoo, sabonete, etc.) que seja cheiroso e comenta aqui embaixo se achou a composição dele como o que eu descrevi acima!

Com certeza vai encontrar! Só que a fragrância em si não está discriminada em cada um dos elementos que a compõe!

A Rinite e a fragrância, o que tem haver?

Você já se perguntou porque quando você, ao sair do banho, muitas vezes está com o nariz coçando? Ou até mesmo uma irritação na pele depois de passar um sabonete ou perfume? Ou com uma crise de espirro que não sabe nem de onde veio?

Se eu te falar que a culpa dessa coceira, irritação e até mesmo uma dermatite mais grave é culpa da fragrância em produtos cosméticos? Em alguns casos, até dores de cabeça e náuseas são provocados pela fragrância dos produtos. 

E pra piorar, se eu também te contar que 300 desses elementos químicos já estão proibidos na Europa, mas nos Estados Unidos e na América do Sul somente 30 desses 300, estão banidos?

Por que estão banidos? Por que podem agravar problemas como: rinite, coceira, dor de cabeça e danos ao Sistema Nervoso Central. Mas não no Brasil, então eles ainda estão sendo utilizados para baratear a produção do produto final.

Tá ai a resposta! Foi assim, cortando tudo o que eu podia com fragrância sintética foi que a minha rinite quase desapareceu!

Por que não desapareceu completamente? Por que o ar que respiramos ainda é poluído, por que a mudança do tempo também me atinge… mas uma coisa eu te garanto, não preciso mais me preocupar com o que passo na pele ou no cabelo!

Não somente pela questão da fragrância, mas por saber que o que está sendo absorvido pela minha pele não me contamina e sim, me nutre de verdade! 

E consequentemente a gente começa a dar mais valor para tratamento menos agressivos, que cuidam da gente! Por experiência, a aromaterapia e a homeopatia em conjunto têm me ajudado muito com esse quadro de rinite/sinusite.

Na aromaterapia, há um ditado que diz: “Você comeria o que passa na pele?” Se a resposta for não, não deveria estar consumindo.

O que você utiliza na pele é absorvido e cai diretamente na sua corrente sanguínea, portanto te convido a pesquisar mais sobre o que você consome pela sua pele.

Anúncio

Deixe seu comentário...

Com o facebook...

Ou com seu e-mail...

Deixe um comentário

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Anúncio